Você sabe o que separa o estudante de francês que atinge a fluência do estudante que desiste de aprender o idioma? A falta de motivação para estudar francês. Isso mesmo: não é saber toda a gramática ou ter a pronúncia perfeita, tampouco ter ou não um professor particular. O segredo está na motivação para continuar estudando até atingir seu objetivo principal: falar francês fluentemente.

É que independente do seu acesso ao melhor método, curso ou livro, o aprendizado não sai do lugar se você não estiver motivado(a) a aprender. Sem estímulo, você pode se enrolar nos estudos e acabar desistindo. Mas como encontrar motivação? E como mantê-la? É o que vamos te ensinar neste artigo. Leia até o final para dar um gás na sua motivação!

Por que a motivação é importante para aprender francês

Quando começamos algo novo, ficamos motivados pelo efeito da novidade. Tudo acaba sendo muito mais interessante e, por isso, conseguimos assistir a mais aulas, procurar materiais e aprender mais nesse momento inicial. 

É que, no início, ainda não esbarramos nas dificuldades do processo de aprendizado. Com a passagem do tempo, chegam os dias difíceis, os obstáculos e os problemas comuns a qualquer processo novo. Nesses momentos, a motivação vai diminuindo – isso acontece, também, com o início de projetos profissionais ou atividades físicas.

Quando a motivação vai embora, corremos atrás de outras novidades e perdemos o foco. Isso traz um sentimento de frustração, de que não somos capazes de aprender. É por isso que se manter motivado(a) a longo prazo é o segredo para aprender francês (e qualquer outra coisa). 

Mas, para a motivação existir (e permanecer), é preciso de um objetivo muito claro. Uma razão, um porquê (ou pourquoi, em francês). Por exemplo: se o seu sonho é estudar na França, esse será o objetivo para o qual você deve olhar sempre que se sentir desmotivado. O problema é que, ao longo dos anos, os métodos tradicionais de ensino nos deram as razões erradas para guiar nosso aprendizado. Vamos explicar melhor a seguir.

A evolução da motivação no aprendizado do francês

Motivação 1.0 – Palmatória

A palmatória é um instrumento de madeira utilizado para castigar alunos por indisciplina. Para fugir da punição e do castigo, os alunos faziam o que era necessário e se comportavam. Logo, o objetivo não era o aprendizado e sim o medo de ser punido. O sistema de notas e provas carrega um pouco da palmatória: muitas vezes, o estudo é visto apenas como um caminho para escapar de algo ruim (uma reprovação ou a possibilidade de não conseguir acompanhar a sua turma). 

Motivação 2.0 – Recompensa

Nesse caso, a motivação não é ligada ao castigo, mas à compensação pelo esforço. É quando você recebe “mimos” pelo que fez. É comum ver esse método em cursos de idiomas tradicionais, que colocam listas de “melhores alunos” espalhadas pelas salas de aula e corredores.

O esquema de recompensa parece inofensivo perto da punição que vimos anteriormente, mas ainda não é o ideal, pois mais uma vez o foco vira a prova e a maior nota – não para fugir da punição, mas para receber uma recompensa ou presente. Basicamente, a Motivação 2.0 tira o foco do aprendizado e o coloca no reconhecimento externo. 

Motivação 3.0 – Autonomia

Autonomia é a capacidade plena de realizar tarefas sem depender de outras pessoas. Com autonomia, dominamos melhor nossas vontades, desejos e conquistas. Por isso, a Motivação 3.0, baseada na autonomia, é a melhor que podemos ter, principalmente para adultos que não desejam ser infantilizados no seu processo de aprendizado. 

Saber que estamos fazendo algo em prol de nós mesmos (e não para fugir de punições ou ganhar reconhecimento alheio) é transformador e nos faz querer evoluir conforme dominamos nosso aprendizado e definimos um ritmo próprio de estudo.

Como ter autonomia para aprender francês: 3 dicas essenciais 

Ficou claro que a chave para conquistar e manter a sua motivação é ter autonomia no processo? Então, confira três dicas essenciais para desenvolver uma motivação perene e duradoura com base na autonomia.

1. Defina seu objetivo (e lembre-se dele)

Por que você quer aprender francês? Para começar, é preciso saber a razão, conforme falamos anteriormente. A falta de um objetivo te desconecta do aprendizado, visto que você não sabe onde quer chegar com ele. E, ao estudar sem rumo, você pode se desmotivar.

Estabeleça metas condizentes com a sua realidade. Não precisa ser algo complexo e concreto, basta fazer sentido para você. O objetivo pode ser um sonho, por exemplo, de entender filmes franceses. Pode ser simplesmente porque você é apaixonado(a) pela cultura francesa. Pense em tudo que você pode e deseja conquistar com um bom nível de francês e mantenha isso em mente.

2. Siga um ritual diário de aprendizagem e seja constante

Você sabe a diferença entre um sprint e uma maratona? Ambos são modalidades de corrida, mas com objetivos distintos. O sprint é uma corrida de velocidade, ou seja, vence quem correr mais rápido por uma distância curta pré-determinada. Já a maratona é uma corrida de distância: o objetivo é correr cerca de 42km antes dos demais, independente da sua velocidade.

Como a fisiologia humana não permite que uma pessoa mantenha sua velocidade máxima por mais de 35 segundos, não faria sentido para corredores de sprint (que vencem por serem mais rápidos) competirem em longas distâncias. Por sua vez, os vencedores de uma maratona não são os que correm mais rápido — e sim os que aguentam o longo caminho sem desistir.

O aprendizado do francês é muito mais uma maratona do que uma sprint: você não precisa ser o mais rápido, mas o mais constante. O nosso cérebro só entende a importância de uma atividade por meio da repetição. Por isso, criar um hábito demanda que você seja constante e repetitivo. No caso do francês, seguir um ritual vai te ajudar a manter o idioma no seu cotidiano, de forma que aconteça uma progressão duradoura a longo prazo no aprendizado.

🏅Dica de ouro: aplique na sua rotina métodos funcionais, tire suas próprias dúvidas em fontes seguras e pesquise técnicas e materiais adequados para praticar. Nossos vídeos do YouTube podem ser um ótimo caminho! Inscreva-se e confira as aulas gratuitas do Canal Afrancesados:

3. Aprenda o que é realmente útil

Vamos ser breves e sinceros aqui: não adianta saber palavras soltas e regras gramaticais se você não consegue se expressar e formar frases em francês. Sem saber formar frases e construir conversas em francês, é possível que você se sinta frustrado e incapaz de aprender algo. Logo, fica impossível se manter motivado. 

Para sentir que está aprendendo e, de fato, absorver o francês, foque no que é realmente útil para o seu objetivo (ou, como falamos por aqui, o francês da vida real). Falando, pensando e escrevendo em francês, fica mais fácil reconhecer o seu progresso. E nada mais motivador do que sentir que está progredindo! 

Além disso, a percepção do progresso te ajuda a lembrar do seu propósito (aquele objetivo que citamos no início do texto). Pode acreditar que essa recompensa interna, que vem de dentro (diferente das listas de “melhores alunos” da Motivação 2.0) é muito mais duradoura e prazerosa. 😊

Se você curtiu essas dicas, coloque-as em prática dentro da sua realidade. Em breve, você também será mais um afrancesado(a) pelo mundo! Não esqueça de compartilhar o nosso blog com amigos e familiares que precisam de mais motivação no dia a dia.

🚀  Inscreva-se na lista de espera do Curso de Francês Método Afrancesados® para turbinar o seu aprendizado. Clique aqui para ser avisado quando novas turmas estiverem abertas!

🎁 Antes de ir embora, que tal um presente? Acesse o Minicurso de Francês Gratuito do Afrancesados.

🤳Siga-nos também no Instagram para acompanhar ainda mais dicas e conteúdos sobre o francês da vida real.

Leave a Reply

Your email address will not be published.